Devocionais

Na esperança


Por
Por jack roeda

(
(email protegido)
)

Em The Tale of the Maid, Margaret Atwood descreve uma sociedade futurista em que a heroína é encontrada em um antigo cemitério. Uma das pedras da tumba tem uma âncora, uma ampulheta e as palavras "na esperança". Ela pergunta: "Por que eles colocaram isso em uma pessoa morta? O cadáver estava esperando? Ou aqueles que ainda estão vivos?

A esperança é uma mercadoria escassa. Pedro escreve que Deus, em sua grande misericórdia, nos deu um novo nascimento para uma esperança viva. Tal esperança "traz … Notícias de uma porta que se abre no final de um corredor, luz do sol e canto, quando (nós) tínhamos certeza de que cada corredor levava apenas a outra, ou a uma parede em branco" ( TS Eliot) Por termos uma esperança viva, ela ilumina e anima o presente e o futuro.

Muitas pessoas não têm essa esperança viva. Eles têm pouca esperança, esperança sem saída. Eles esperam que seus filhos se casem bem, o carro para durar mais um ano, para morrer enquanto eles dormem em sua velhice. Eles não esperam que tudo acabe bem no final.

Uma esperança viva acredita que o manto da morte se eleva. Nós não andamos sob a sombra da morte, mas na luz de Deus. Esta existência radicalmente nova vem como um presente de Deus, tornado possível através da ressurreição de Jesus Cristo, nosso conquistador da morte.

Usado com permissão

Veja o Artigo Original em Inglês

Divulgação: Versículo da Bíblia

Deixe uma comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: